%> ABAL - Artigos
Abal On-Line é um site administrado pela Abal Gestão de Serviços Ltda Ltda. Todos os direitos reservados. Marca registrada 1998/1999 .

Especial

 

  DICAS PARA UMA BOA ENTREVISTA  DE EMPREGO

Depois da entrevista: paciência

Entrevista de emprego:

» Introdução
» Antes: planejamento
» Durante: objetividade
» Depois: paciência 

Dicas:
»
Cause uma boa impressão
» Vida pessoal
» Situações embaraçosas

Para imprimir:
»
Modelo de currículo
» Carta de apresentação

Veja também:
»
Preconceito da idade
» O que eles querem saber
» Perguntas do entrevistador
» Vestimenta ideal
» Concilie filhos e trabalho

É o entrevistador quem encerra a entrevista. Talvez você ouça a famosa frase: "Vamos entrevistar outros(as) candidatos(as até a porta de saída.

Mesmo que você ache que a entrevista não tenha sido tão boa, saia da sala da mesma forma que entrou: cabeça erguida, mantendo um sorriso discreto, agradecendo a atenção que lhe foi dispensada. Sinta-se tranqüila e tenha uma expectativa confiante "moderada" para não se decepcionar caso não tenha sido muito bem sucedida na entrevista ou no teste. Seja sempre otimista, não desista nunca, muitas vezes temos que bater em muitas portas para que uma delas possa ser aberta.

Mantenha a ansiedade sob controle, pois o dia seguinte pode ser um dos momentos mais ansiosos de sua vida. Se tudo correu bem, surge o nervosismo inevitável. Se houve incidentes, a desolação se instala. Antes de embarcar em atitudes desgastantes, descubra como manter o autocontrole.

Outro ponto importante é aceitar que há a possibilidade da desclassificação. Um processo de seleção envolve dezenas, centenas e até milhares de candidatos. Matematicamente, é grande a possibilidade de você não ser a escolhida. Mas, se isso ocorrer, não encare a tentativa como um fracasso pessoal.

E se o telefone não toca nunca? Nem para dizer que você está fora da seleção? A maioria dos entrevistadores não se preocupa em dar satisfação para os participantes de um processo de seleção, a não ser para os finalistas. E aí está um dos pontos de tormento dos candidatos. Experimente agir assim:


Espere 15 dias e telefone.
Fale que participou de tal processo e que continua interessada na oportunidade.


Espere mais três dias e tente de novo.

Não pressione com argumentos desesperados ou ameaças.

Fale apenas com o próprio recrutador que a entrevistou. Não adianta deixar recados com outras pessoas.

Também não deixe recados na secretária eletrônica dele. Um e-mail pode ser mais eficiente.

Não se deixe abater com a falta de resposta.

Se nenhuma das sugestões anteriores der certo, esqueça e se prepare para a próxima seleção.
Racionalize assim: enquanto houver muito mais candidatos do que vagas, o mercado não se preocupará com os sentimentos das pessoas. Se um dia, no entanto, chegarmos ao nível de pleno emprego tão sonhado, serão eles que correrão atrás de você.

 





Nossa Empresa
  Home
  Nossa Empresa
  Produtos e Serviços
CURRICULUM
  Cadastro de Currículo
  Cadastro de Autônomo
  Cadastro de Deficiente
  Alterar/ Excluir Currículo
Vagas
  Cadastro de Vagas
  Pesquisa de Vagas
Canais
  Artigos
  Dicas
  Notícias
 Abal na Imprensa
  Pesquisa de Salários
  Fale Conosco