O ESPAÇO É DELAS

O ESPAÇO É DELAS

Elas já são a maioria na população e representam mais de 40% dos trabalhadores do país. As mulheres cada vez mais ocupam lugar de destaque tanto na família quanto no mercado de trabalho. Veja exemplos de algumas dessas mulheres que são bem sucedidas na vida profissional. Elas vão contar como chegaram lá.

Operador de guindaste. Segurança no aeroporto de Congonhas em São Paulo. Mecânico de carros. Profissões masculinas? Não mais. As empresas tiveram que se adaptar a uma série de transformações nos últimos anos, entre elas a presença cada vez maior das mulheres no mercado de trabalho. Segundo o IBGE, mais de 40% dos trabalhadores brasileiros são mulheres.

“Os aspectos comportamentais estão sendo levados em conta de uma maneira crescente. Porque isso indica o quanto a pessoa é capaz de produzir de forma eficiente, de forma produtiva, e a produtividade é a alma do negócio atualmente”, José Pastore, especialista em trabalho.

E elas estão em todos os setores. No Espírito Santo, Gisele não se intimidou, e veja só onde ela foi parar. Em uma sala de controle de uma fábrica de celulose no Espírito Santo, tudo funciona 24 horas, o ano inteiro. São 90 técnicos em papel e celulose. A maioria deles, homens, e no meio deles, uma mulher, responsável pelas máquinas.

“Não foi fácil conquistar esse espaço. Não tem curso no Estado, a empresa trouxe de fora 1300 pessoas participaram da seleção, somente 80 foram contratadas”, disse Gisele Silva. Ela conta que o que um técnico em papel e celulose cuida do funcionamento das máquinas para garantir eficiência e qualidade na celulose, mas que é tranquilo trabalhar numa sala só com homens porque eles a tratam com respeito e igualdade.

“O resultado tem sido, como nós esperávamos, totalmente satisfatório. Elas têm se desenvolvido e trabalhado exatamente como os homens”, disse Alexandre Figueiredo, coordenador de produção.
Chieko Aoki é pequena, tem a voz mansa e até parece frágil, mas comanda 28 hotéis em todo o país. Quando perguntada se acha que os homens hoje reagem melhor a uma colega de trabalho na empresa ela diz que sim. “Também é uma conquista, e em todas as esferas, em todas as áreas. Eu conheço muito bem a minha área que é de turismo e arriscaria dizer que acho que as mulheres dominam já praticamente o setor”, afirmou Aoki.

O setor de turismo, que inclui hotelaria, é um dos que mais empregam mulheres. Uma outra característica da mulher é não desanimar diante das dificuldades: mais de um quarto dos chefes de família, aqueles que sustentam a casa, são mulheres.

Mas nem tudo é fácil. É importante lembrar que as mulheres ainda ganham 30% a menos que os homens e levam, na média, 30% a mais de tempo para serem promovidas. Então, é importante ficar de olho no que o mercado espera de você.

Se especialize, estude. Seja feminina, não tente ser um homem de saias. Use a sua sensibilidade. Mantenha sempre a seriedade. E continue com o jogo de cintura que só nós sabemos ter.

“Com muita dedicação, muito carinho e fazendo assim, acho que a gente dá um passo adiante e se prepara pra qualquer coisa na vida”, completou Aoki. Foi o que fez Vânia. Advogada de profissão e operadora de guindaste por paixão. Ela consegue fazer o que muita mulher gostaria: prender a atenção dos homens profissionalmente.

“É complicado comandar uma turma dessas, eu falo pra eles que eu não sou babá de homem barbado, eu falo de igual pra igual com eles, se tiver que falar mais dura eu vou falar”, disse Vânia Mangueira Rocha. Ela opera máquinas de 200 toneladas que valem quase R$ 5 milhões. É muita responsabilidade. “No guindaste o computador é o principal aqui onde eu vou ter que estar sempre olhando as informações que ele me dá pra eu poder operar o guindaste de forma correta”, explicou.

O preconceito ainda existe mas o que pode mudar isso é uma qualidade que a mulher conhece bem: o amor por tudo o que faz. Vânia, que é exemplo disso, não trocaria de profissão de jeito nenhum.

Fonte: Jornal Hoje – Tv.Globo

Fechar Menu