Consegue compreender a fome do outro mesmo que ele esteja de barriga cheia?

Diz o escritor português, José Saramago, somos feitos a metade de indiferença e metade de cegueira. Daí, não conseguimos ver o lado do outro, sem julgamentos ou querer resolver algo que é dele. Boa sorte.