CURRICULUM: o modelo ideal

CURRICULUM: o modelo ideal

Não existe modelo ideal para a elaboração de um curriculum. O candidato deve definir seu objetivo, ressaltar suas principais habilidades e resultados e adaptar o curriculum ao possível empregador.

Se estiver tentando mudar de área, não adianta nada, por exemplo, fazer uma longa lista das empresas por onde passou. Fazendo isso, no máximo vai arranjar um trabalho na mesma área em que sempre atuou. Nesse caso, é melhor destacar as habilidades transferíveis e outras qualificações que possam interessar a virtuais empregadores.

Cuidado com erros de ortografia e gramática. Se não se sentir seguro, contrate um profissional para revisar seu texto. Isso se torna particularmente necessário quando o curriculum for apresentado em outra língua.

Não é necessário fazer uma carta para acompanhar o curriculum. Essa correspondência será uma folha a mais e não lhe ajudará na conquista da vaga.

1.-A redação no curriculum

Assim que você tenha conseguido definir seu objetivo profissional para uma nova colocação, terá condições de elaborar um curriculum dirigido às suas necessidades e expectativas.

Lembre-se que o curriculum deve estar sempre atualizado, se você possui um curriculum, ainda que antigo, ele servirá como primeira fonte para seu novo curriculum.

Importante: jamais cometa o erro de simplesmente acrescentar alguns dados, tirar cópias de curriculum antigo e enviá-las, é bom notar que tanto você quanto o mercado mudaram; logo, não basta incluir algumas informações adicionais apenas.

Este é um momento importante na sua trajetória profissional e você deve dar importância a todos os aspectos.

2.-O curriculum como cartão de visitas

Antes de tudo o curriculum desempenha o papel de seu cartão de visitas, da sua apresentação impressa.

Enquanto não se desenvolvem técnicas novas (como uso do vídeo, por exemplo) o curriculum, elaborado de forma clara e precisa, bem estruturado e com o design compatível representa a primeira imagem que a empresa terá de você.

Em função disso é que as consultorias se esmeram em desenvolver curriculuns adequados a cada candidato.

Logo, você também, no seu trabalho de busca de recolocação, precisa dedicar uma atenção especial não só ao curriculum, mas na busca e catálogo de empresas para enviá-las.

3-Curriculum: Tendências atuais

Se você fez um curriculum há 5 anos ou mais, provavelmente ele ainda seguirá aquela forma tradicional com os dados pessoais, a formação, a experiência etc.

O mercado profissional sofisticou-se e aprimorou seus métodos, além de que o custo de um processo de seleção tende a ser cada dia maior, já que a mão-de-obra especializada também se valorizou.

Deste modo, poucas empresas podem se dar ao luxo de verificar grande acumulo de informações em seu currículo, refletindo nas estratégias a serem usadas nesse mesmo processo, quanto no tempo a ser gasto com cada uma delas.

A leitura de curriculuns é uma das primeiras fases importantes, assim, num curriculum extenso, onde as informações estão dispersas (ou mesmo organizadas, mas de modo tradicional), a caracterização do candidato exige um esforço adicional por parte do leitor, o que faz que ele tenha tendência a descartar o curriculum.

Além disso, uma fase nova exige uma cara nova. E, para o mercado, seu curriculum será o primeiro contato com esta cara nova, desse novo profissional.

4.-Sua Imagem

– Para o empregador potencial, você é – no primeiro momento – aquilo que seu curriculum apresenta.

– Seja sucinto, claro, objetivo, mas completo nas informações relevantes. Cuide bem da forma gráfica do curriculum.

– Na entrevista comparece com vestimenta adequada e discreta, além dos cuidados com a aparência, por exemplo, barba feita ou maquiagem discreta.

5.- O curriculum como fonte de informações

Se você elaborou seu curriculum segundo os princípios descritos em A Redação do curriculum, ele se constituirá numa fonte de informações sobre você.

Este também é um dos objetivos do curriculum.

Procure colocar-se no lugar de quem estará lendo o seu curriculum e leia-o identificando até que ponto ele traz informações importantes e concretas sobre você e seu histórico profissional, até que ponto ele estará coerente com o objetivo colocado no início, onde ele gera curiosidade e interesse por você como profissional, onde há brechas etc.

Ainda que seu curriculum não seja uma obra literária você deverá gastar com ele algumas horas, e redigir não menos do que três, até chegar à versão definitiva.

Caso você queira atuar em mais de um segmento ou em mais de uma área, você deve fazer um só curriculum abrangente, mudando – ou adequando – a carta de apresentação. Assim, não haverá problemas quando você for chamado para entrevista.

6.-O curriculum como criador de oportunidades

Por último, mas não menos importante, tenha em mente ao elaborar seu curriculum que ele será um criador de oportunidades para você.

Neste sentido ele precisa estar coerente com o que você quer, mas identificado com as necessidades e exigências do mercado atual e, principalmente, de acordo com as expectativas de um possível leitor que esteja procurando alguém para um cargo igual ao que você deseja.

7.- -Como e para quem enviar

Para que seu curriculum seja lido e avaliado é preciso que você encaminhe corretamente para a empresa na qual está interessado.

No caso dos anúncios de emprego, esta informação quase sempre está claramente definida no próprio anúncio.

Mesmo assim, preocupe-se em subscritar corretamente os envelopes, conferindo os dados e tomando cuidado com a apresentação.

Indetifique o remetente.

Estes cuidados garantem que seu curriculum cause uma impressão adequada.

Quando enviar um curriculum para uma empresa em que você tenha interesse, mas que não veicule anúncios nos jornais, você deve:

– levantar dados sobre a empresa e sobre as possibilidades de haver cargos compatíveis com o que você procura.

– descobrir os nomes dos executivos das áreas de seu interesse; as revistas de negócios são uma boa fonte, bem como as publicações técnicas especializadas e mesmo um simples telefonema dado por alguém, a seu pedido, para a própria empresa perguntando os nomes que lhe interessam para atualização do seu cadastro;

– recuperar os seus contatos profissionais, que também podem ser boas fontes para estas informações

Para enviar um curriculum às empresas ou profissionais que já o conheçam, tenha o cuidado de avisá-lo sobre o envio e contatá-lo após, confirmando o recebimento.

Se você ainda está empregado, procure fazer primeiro contatos pessoais, por e-mail ou por telefone, para garantir a receptividade e o sigilo do processo.

8.- Erros que o candidato a um emprego deve evitar

Procurar emprego somente nas segundas feiras – este é o pior dia para buscar empregos – todos procuram neste dia e o atendimento nas empresas ficam a desejar.

Apostar todas as fichas nos classificados de jornais – 80% das vagas não são anunciadas.

Enviar curriculuns, ao acaso, sem um cadastro e planejamento das empresas a serem endereçadas.

9.-Orientação para Elaboração de Curriculum

Cada curriculum deve ter um resultado especial. Assim, elabore seu curriculum tendo em mente seu objetivo e procure colocar as informações por ordem de importância. Informe primeiro as suas realizações/conquistas, atividades mais significativas e mais diretamente relacionadas com o cargo desejado, depois inclua as informações acessórias que podem ser úteis.

Escreva o suficiente visando informar e despertar o interesse das pessoas que irão analisar.

Para que o curriculum seja um instrumento eficaz de apresentação do profissional no mercado, é necessário dedicar tempo e cuidado à sua elaboração.

A linguagem utilizada deve ser clara e objetiva e a apresentação, enxuta, não ultrapassando três páginas.

10.-Algumas sugestões para facilitar sua confecção

a.- Nome completo do profissional: preferencialmente no alto da página.

b.- Endereço residencial completo: não esquecer de números como CEP, DDD, e caso não tenha telefone, coloque o número para recados e o nome da pessoa que irá ser responsável pela comunicação.

c.- Dados pessoais resumidos: Exemplo: casado, 1 filho, 30 anos.

d.- Área de interesse: coloque a área que deseja se candidatar, por exemplo: área administrativa, produção, Suprimentos, informática, etc.

e.- Objetivo: Este item merece uma atenção especial, pois além de escrever o cargo que se pretende ocupar, deve-se enfatizar a área de atuação do profissional.

f.- Experiência profissional: Inicia-se a descrição pela mais recente, contendo: ano de entrada e saída, nome da empresa, cargo ocupado e uma breve descrição da atividade desenvolvida e dos resultados obtidos é necessária para que não surjam dúvidas quanto ao perfil

g.- Formação e cursos de aperfeiçoamento: Neste item o importante é o nome do curso e a instituição em que foi realizado. Os cursos de aperfeiçoamento devem seguir a mesma regra, tendo, porém, o cuidado de não serem relacionados cursos em excesso ou fora do perfil profissional.

h. Idiomas: Caso o profissional conheça algum, ele deve ser mencionado com o grau de conhecimento. Ex: Inglês – Nível básico

A partir das atividades descritas e dos resultados obtidos, você estará diferenciando-se de outros profissionais.

Como o curriculum deve ser um resumo de atividades profissionais, é muito importante refletir sobre todos os dados que serão incluídos.

11.- O que não colocar no curriculum

Filiação, informações como o nome e idade dos filhos, números de documentos, cursos em excesso ou cursos fora do perfil profissional, linguagem confusa ou rebuscada, descrições muito detalhadas.

12- Importante

Todos os dados do curriculum devem ser precisos e verdadeiros, pois muitas empresas checam as informações na entrevista. Informações agressivas ou pouco éticas não devem ser usadas.

13.- Empregos pela internet

É bom que você saiba que a esta altura aquela ficha de emprego que as pessoas preenchem nas empresas ou aqueles curriculuns elaborou de acordo com estas orientações estão com os dias contados.

A Internet foi criada para facilitar o acesso às informações aos produtos e serviços com mais eficiência e rapidez, tornando-se uma ferramenta das mais poderosas para arrumar emprego.

A maioria das empresas e principalmente as agências de emprego já têm seu site na Internet com bancos de curriculuns, em que o cadastramento é feito via computador ou recebem-os por e-mail.

O grande volume de papeis recebidos e a demora no manuseio dos curriculuns levam as empresas a buscar a facilidade da consulta do banco de curriculuns recebidos pela Internet.

Basta digitar a função, ou o tipo de experiência, ou ainda graduação escolar que os nomes aparecem na tela com telefones e endereços, bastando ainda um clique para que o candidato receba um e-mail chamando para uma vaga. Tudo é feito com muita rapidez porque hoje em dia o importante é ser ágil.

É bom que saiba também que no futuro que se aproxima teremos os conectados e os não conectados, sendo que os primeiros seguramente serão os vencedores. A idéia é que a revolução com o advento da Internet vai provocar um tamanho aumento de eficiência para aqueles que se liga a ela, que os demais vão ficar para traz rapidamente. Apesar das evidências disso estarem saltando à vista, muitas empresas e profissionais continuam usando métodos tradicionais, estando, portanto em atraso para a passagem ao mundo da Internet.

Elaborado por: João de Araujo – diretor da Abal Serviços & Tragining Ltda