ENVIEI MEU CURRICULUM E NINGUÉM ME RESPONDE

ENVIEI MEU CURRICULUM E NINGUÉM ME RESPONDE

Candidatos a vagas de empregos anunciadas não entendem porque enviam os curriculuns e a maioria das empresas não respondem. Ficam frustradas as esperas de um contato convocando-o para uma entrevista que raramente acontece.

Antes de entrar na análise do assunto, quero sugerir que existe outras forma de encaminhamento do seu curriculum, e uma excelente opção é pela Internet, onde existem sites que oferecem serviço gratuito de inclusão, porém neste artigo estarei limitado ao envio do curriculum escrito e motivá-los a realizar melhorias no encaminhamento, afinal o curriculum é o passaporte para uma boa oportunidade de trabalho.

Ocorre que em muitos anúncios a vaga é especificada detalhadamente, constando qual o tipo de formação e experiência que o cargo requer. Em resposta ao anúncio os candidatos enviam os curriculuns. No entanto o recrutador ao abri-lo depara com uma grande parte deles que não se enquadram no perfil anunciado.

Outros que se enquadram nas habilidades necessárias, mas as informações estão desorganizadas que coloca o recrutador em dúvida quanto a real competência do candidato, e acaba descartando todos.

Assim os candidatos podem tomar algumas iniciativas ao remeter curriculum a uma vaga, sendo certo que não devem enviar para as vagas que não estão de acordo com seu perfil e objetivos profissionais, por melhor ou maior que seja a empresa. O recrutador responsável pelo processo simplesmente joga fora os currículos fora dos requisitos, não os guardam para um futuro aproveitamento. Devem ainda manter um cadastro de empresas e a cada seis meses enviar um novo curriculum independente de anúncio.

Procure ainda adaptar o curriculum à vaga, deixando em destaque as habilidades mencionadas, para evitar que o recrutador tenha de procurá-las e correr o risco de não encontrá-las. Somente anexe uma carta de apresentação se houver exigência no anúncio, caso contrário não é necessário nesta fase de encaminhamento juntar muitos papéis ou informações desnecessárias tais como números de documentos, esporte preferido, etc.

Elabore um curriculum de fácil leitura, com no máximo três páginas na seguinte ordem: seus dados pessoais, o objetivo profissional destacando qual área pretende atuar, um breve resumo das experiências adquiridas, as empresas que trabalhou destacando o período e as funções exercidas, a sua situação educacional que pode ser a última graduação e os principais cursos realizados. Pode ainda anexar uma foto 3×4 colorida.

Direcione suas atenções para a empresa que anunciou. Leia com muita atenção o que é solicitado para a vaga e, se você possuir as habilidades, deixe em destaque. Não adianta forçar requisitos ou competências que você considera importante na sua carreira. Você precisa mostrar que pode resolver o problema da empresa e não o contrário.
Nunca se apresente como uma vítima de desemprego, afinal você não esta desempregado, você está disponível. Dizer que está a três anos desempregado e precisando muito do emprego não vai ajudar, a menos que antes disso você tenha provado que pode resolver o problema do empregador.

Sempre que tiver oportunidade, dê exemplos de sua atuação que demonstrem quanto você será útil e ajudará a empresa a crescer. Do ponto de vista do empregador, só uns poucos talentos atendem as suas exigências. Se quiser ser um deles, tenha foco nos seus próprios objetivos e demonstre do que é capaz nas poucas linhas do seu curriculum.