TEMPO: Você tem para você?

TEMPO: Você tem para você?

Em meio a tantos avanços tecnológicos e científicos, o homem vem se esquecendo de uma coisa: dele mesmo.

Nos dia de hoje tornou-se comum usar a palavra “stress” para definir as conseqüências das coisas mal resolvidas em nossas vidas. O mau gerenciamento do tempo disponível é uma dessas coisas.

Deparamos cada vez mais com doenças adquiridas através do excesso de trabalho e de atividades extras. A mais nova chama-se “Síndrome do Lazer”, uma doença cujo principal sintoma é a sensação de fobia cada vez que se aproxima o final de semana. Quem adquire esta síndrome, não consegue se imaginar longe de seu trabalho, transformando o lazer uma situação desprazeirosa. Foge do contato familiar, dos amigos, do lazer e do contato consigo mesmo.

O dia tem 24 horas para todas as pessoas. Cada um tem livre arbítrio para usá-los de forma que melhor entender, porém pensar só em trabalho o tempo todo é o mesmo que estar em busca de problemas. É necessário dedicar-se horas de lazer em nossa casa e com nossa família além de horas para dormir que certamente trará melhores resultados na sua vida e no seu trabalho.

Doenças, síndromes, complexos são os nomes difíceis para designar as doenças emocionais do homem moderno. Todas estas definições poderiam ser sanadas ou nem existirem caso houvesse espaço e preocupação dedicada aos conhecimentos e atenção ao seu próprio tempo.

E preciso tomar consciência da necessidade que o corpo e a mente tem de ser observado. Por exemplo: eu sei da importância do exercício físico para a minha saúde geral, mas nunca começo a fazer uma simples caminhada. Ou pior ainda, tenho andado barbudo, cabeludo, não passo um baton há meses, mal me olho no espelho. Sintomas estes que indicam para uma atitude de mudança urgente de comportamento, arrumando um tempo para atender estas necessidades.

Estou certo que o profissional desenvolverá com competência o seu trabalho se estiver bem sintonizado com o tempo que sobra fora dele.

A idéia que a vida é curta pode até fazer sentido, daí em querer fazer tudo rapidamente não é uma opção acertada, pois segundo uma pesquisa, o brasileiro vive em média 68,6 anos. Acho pouco, podemos viver muito mais se usarmos o nosso tempo sabiamente.

Tome uma iniciativa, priorize algumas atividades em sua vida. É tudo uma questão de organização do seu tempo. Organize sua vida e verá que tem possibilidade de conseguir mais tempo principalmente para você.