O MERCADO DE TRABALHO PARA DEPOIS DE 40 ANOS

O MERCADO DE TRABALHO PARA DEPOIS DE 40 ANOS

O desemprego é uma ameaça para trabalhadores com mais de 40 anos. A repórter Fabiana Scaranzi ouviu especialistas e mostra que, apesar das dificuldades, há saídas para ser bem sucedido mesmo depois dos 40.

“O meu maior problema foi a idade”, disse Mara Regina Dátilo. Mais de um quarto da população economicamente ativa, ou seja, daqueles que podem trabalhar, têm mais de 40 anos. “Você ia assim em agências ou mandava currículo, eles olhavam, eles queriam até 20 e poucos anos”, completou Mara. A constituição proíbe a discriminação do trabalhador por sexo, idade, cor ou estado civil. Mas no Brasil não é bem assim. “Chega numa porta fechada, noutra porta fechada, chega uma hora que você fala, puxa, o que está acontecendo, eu não sirvo mais pra nada?”, ela se pergunta. Mara tem 40 anos. Pedagoga, ficou desempregada por dois anos. Até que conseguiu um emprego há 15 dias. De escriturária. Mara é uma entre milhares de pessoas que vivem nessa situação.

Agora segundo os especialistas o que atrapalha não é a sua idade mas a idade das suas idéias. Então o que fazer se você tem mais de 40 anos e acabou de perder o emprego? “Perguntar a si próprio: eu tenho a cabeça aberta? Eu sou receptivo? Consigo mudar? Altivo? Confiante? Acreditando nas suas competências e tornando-as evidentes, não espere que alguém vá descobri-las. Como eu já disse, só minha mãe acha que eu tenho todas”, recomendou o consultor Simon Franco. Outra situação é aquela em que você decide ou precisa trabalhar depois dos 40. E aí, as mulheres são a maioria. Provavelmente essa pessoa vai começar em alguma atividade informal, em áreas que permitam entrar sem ter que pagar o preço de saber antes”, completou Franco.

Tem um setor que está contratando pessoas justamente com esse perfil. Uma empresa de telemarketing em Santa Catarina dá preferência para quem tem mais de 40 anos. Aliás o setor de telemarketing é que mais emprega pessoas nessa faixa etária. A justificativa é que são funcionários com experiência de vida, força de vontade e mais paciência para conquistar quem está do outro lado da linha. Mas se você está desempregado há muito tempo? Como retornar ao mercado de trabalho? Muitas vezes ela vai começar por um nível menor do que ela teve no passado. É o preço que ela vai pagar, muitas vezes, ela vai optar em mudar a carreira por alguma coisa pela qual ela se sinta capacitada a desenvolver”, disse o consultor.

Uma boa notícia: a construtora de Belo Horizonte que está fazendo a duplicação desta rodovia tem 450 funcionários, 42% com mais de 40 anos. Todos contratados nos últimos sete meses. Alguns já estavam até aposentados. Boa parte estava desempregada. Como José, de 51 anos e João, de 62 anos e há três estava fora do mercado de trabalho. Agora eles trabalham na carpintaria. Para terminar a obra, a empresa precisa contratar mais 200 homens e continua em busca de profissionais com mais de 40 anos. Por que essa preferência? “Além de serem bons no trabalho que desenvolvem eles nos auxiliam na formação de novos valores, dos novos profissionais” afirmou o encarregado administrativo Antonio Pinto.

Agora vamos às nossas dicas:

-Nunca perca seus contatos, ligue para antigos colegas, ex-chefes, e amigos.
-Fique por dentro de tudo que acontece na sua área, faça cursos, se atualize.
-Numa entrevista de emprego demonstre pique redobrado e mostre o que você já sabe.
-Fique de olho em outros mercados. Capitais como São Paulo, Rio de Janeiro, são mais exigentes mas no interior a oferta pode ser maior.
-Você também tem a opção de ser empreendedor.

Empreendedor como Nazareno de Oliveira, de Goiânia. Ele já passou por tudo isso. Foi carreteiro e ficou sem emprego aos 47 anos. Distribuiu muitos currículos até que cansou de esperar e decidiu montar o próprio negócio. Hoje ele é dono de uma sorveteria que tem 19 funcionários, 15 com mais de 40 anos. “40 anos não está velho, está novo. Dá para topar qualquer parada no trabalho, pode ser como eu empresário. Pequeno empresário, mas empresário, que está dando emprego”. Então, não desanime! Se você nesse tempo acumulou experiência, vivência, maturidade, e ainda tem disponibilidade pra mudar não se preocupe com a concorrência dos mais jovens. Porque, nesse caso, ninguém vai trocar um de 40 por dois de 20.

Fonte: Jornal Hoje – TV Globo