EDUCAÇÃO COM BOM HUMOR = EFICIÊNCIA COM RESULTADO

Uma funcionária de uma empresa área (Varig) em Campinas deveria ganhar um prêmio por ter sido esperta e divertida e ter atingido seu objetivo, quando teve que lidar com um passageiro que provavelmente mereceria voar junto com a bagagem.

Um voo lotado da Varig foi cancelado. Uma única funcionária atendia e tentava resolver o problema de uma longa fila de passageiros.

De repente, um passageiro irritado cortou toda a fila até o balcão, atirou o bilhete em cima do balcão e disse: Eu tenho que estar neste voo, e tem que ser na Primeira Classe.

A funcionária respondeu: – O Senhor desculpe, terei todo o prazer em ajudar, mas tenho que atender estas pessoas primeiro, já que elas também estão aguardando pacientemente na fila. Quando chegar a sua vez, farei tudo para poder satisfazê-lo.

O passageiro ficou irredutível e disse bastante alto para que todos na fila ouvissem:
– Você faz alguma ideia de quem eu sou?

Sem hesitar, a funcionária sorriu, pediu um instante e pegou no microfone, anunciando: – Posso ter um minuto da atenção dos senhores, por favor? (A sua voz ecoou por todo o terminal). E continuou: – Nós temos aqui no balcão um passageiro que não sabe quem é, e deve estar perdido! Se alguém é responsável pelo mesmo, ou é parente, ou então puder ajudá-lo a descobrir a sua identidade, favor comparecer aqui no balcão da Varig. Obrigada!

Com as pessoas atrás dele gargalhando histericamente, o homem olhou furiosamente para a funcionária, rangeu os dentes e disse, gritando: – Eu vou te f….!

Sem recuar, ela sorriu e disse: Desculpe, meu caro senhor, mas mesmo para isso vai ter que esperar na fila…