SER CAMPEÃO: é o que interessa

“Desenvolva atos de vencedor
motive seus colegas de trabalho também a
pensar e ter metas de vencedores, para que todos sejam
ao final os melhores e façam as suas empresas
alcançar o primeiro lugar”.

Temos uma cultura de somente valorizar o campeão. Não nos interessamos pela demais posições dos vencedores, ou pior, tratamo-os como se fossem perdedores. Esta coluna está sendo escrita antes do jogo final da Copa Mundial, portanto sem saber o resultado, espero que o Brasil seja o campeão, uma vez que o vice-campeonato não interessa.

Dessa forma, não me lembro de ter visto uma comemoração pelo nosso país ter conquistado o vice-campeonato mundial de 1998. Nesse sentido quando se fala nesta conquista do vice-campeonato mundial, o comentário é que foi uma grande derrota.

No mercado do trabalho não é muito diferente. É uma competição de Copa do Mundo permanente, onde somente o primeiro lugar é que interessa. Assim como no time de futebol, nas empresas, valorizam-se os melhores, os que vendem mais, os que são mais dinâmicos e tem mais iniciativa, os mais motivados, enfim: os que são polivalentes e com espírito de vencedores.

A título de exemplo posso citar que a empresa que dirijo foi eleita novamente neste ano em primeiro lugar, no segmento de prestação de serviços de Sorocaba e região pela Organização Informativa Brasileira. A equipe está de parabéns.

Vejam que estou falando no sentido de primeiro lugar para toda a equipe. Pois na empresa ter um único campeão não leva a grandes resultados. Vejam o caso da Inglaterra que tem o jogador Beckham, carismático com pinta de campeão, porém nesta copa foi um fracasso, porque sua equipe também não é lá muita coisa. Outro ídolo turco que não marcou gol algum foi o atacante Hakan Sukur, que juntamente com sua equipe foram embora após a derrota para o Brasil.

Os funcionários de uma empresa são na verdade um time de futebol, e que consegue lugar de destaque aquele que for o melhor na sua posição de trabalho, porém isso não é tudo, a sua empresa também terá que ser a melhor no segmento em que atua, que somente se consegue se houver trabalho em equipe de vencedores.
Preocupe-se com o seu trabalho, com a sua equipe e com a sua empresa. Valorize os seus parceiros e colaboradores. Procure buscar objetivos comuns previamente analisados por todos. Lembre-se que as vitórias deverão ser comemoradas por todos.

É necessário ter em mente que para chegar lá, qualquer falha no meio do caminho pode ser fatal. Treinamento é um fator essencial para diminuir o número de falhas. Disciplina, automotivação e confiança melhoram em muito o desempenho individual e da equipe.

Use a Copa do Mundo ao seu favor e da sua empresa. Procure ser o campeão, una-se aos demais, desenvolva os atos dos vencedores, motive seus colegas de trabalho também a pensar e ter metas de vencedores, para que todos sejam ao final os melhores e façam as suas empresas alcançar o primeiro lugar.

Voltando à Copa do Mundo, meus parabéns ao campeão mundial de futebol. Se for o Brasil cinco vezes parabéns.

João de Araújo é pós-graduado em RH, advogado e consultor trabalhista e diretor da Abal Gestão de Serviços Ltda.