Lei da semeadura

Quero falar da vida e do trabalho,
e que quer o bem daqueles com quem fala.

A lei da semeadura é bíblico, consiste na premissa que quem semeia colhe o que e onde semeou, porém nesta linha encaminho para a religião e não é sob este aspecto que vou escrever.

Quero falar da vida e do trabalho, e neste ponto é certo que a lei da semeadura é auto aplicável.

Assim feito estas considerações temos o que plantar, aquilo que queremos colher, e mais: temos que nos ater no fato que, obviamente nunca colheremos algo que não plantarmos, e que plantando uma espécie não nascerá fruto de outra.

Baseado no raciocínio acima, faço-lhes uma pergunta: Se você quiser colher uma emprego, reconhecimento profissional, altos salários, então o que plantarás?

Vamos ao começo. Primeiramente deverá ter um sonho e um projeto. Depois deverá partir para a semeadura, que poderá ser feita por exemplo na sua educação, cumprindo todas as etapas escolares e prosseguindo no aprendizado através de cursos e experiências para no futuro colher o que planejou.

Semeadura exige-se, cuidados e investimentos, como por exemplo aprimoramento das suas relações humanas para colheremos o fruto da nossa fala, pois se comunicarmos bem, ela nos beneficia, caso contrário, se tivermos uma péssima comunicação, sofreremos os seus reveses.

Por isso, fale com as pessoas sempre que tiver oportunidade, mas fale com sabedoria, como alguém que sabe das coisas, e que quer o bem daqueles com quem fala.

Isto é relações humanas de primeira categoria.