MERCADO DE TRABALHO

Terceiro setor

A repórter Fabiana Scaranzi mostra que é possível ganhar salário e construir uma carreira fazendo o bem aos outros. É o terceiro setor, aquele voltado para ações sociais.

Ele já é considerado a 8ª economia do mundo. Somente no Brasil, movimenta quase R$ 11 bilhões por ano. Não estamos falando de nenhum segmento do setor privado não, e sim do terceiro setor.
Terceiro setor é aquele em que bem privados se voltam ao serviço público. Atuam nele as Organizações Não-Governamentais, institutos e fundações. Quem procura essa área pra trabalhar é aquela pessoa que gosta da solidariedade, de ser voluntário. Mas nos últimos anos, este setor tem se profissionalizado cada vez mais. Hoje é uma boa alternativa de emprego.

“O terceiro setor hoje no Brasil emprega cerca de 2,5 % da mão de obra, o que significa dizer que são cerca de 4 milhões de pessoas”, afirma José Pastore, especialista em trabalho.

O número de vagas cresceu duas vezes mais que a média geral nos últimos anos. Não é à toa. Já são mais de 300 mil ONGs em todo o Brasil. As áreas mais procuradas são: saúde, educação, serviços para a comunidade, entre eles ações de pequena infra-estrutura, e urbanizações. Os salários ainda são menores que no setor privado, mas é possível fazer carreira e ganhar dinheiro.

Uma Organização Não-Governamental de Fortaleza emprega 24 pessoas, com todos os direitos trabalhistas. Enfermeiros, contadores, historiadores, pedagogos, agrônomos trabalham em projetos sociais nas comunidades pobres do Ceará. Eles dão cursos para os moradores sobre mercado de trabalho e educação. Em 21 anos de existência, a ONG já atendeu mais de 60 mil pessoas. Magda Sousa, diretora-geral da ONG, garante que os salários acompanham a média de mercado: “A gente procura fazer uma análise do que o mercado está oferecendo para o profissional e compatibiliza com os recursos que nós temos para os projetos”.

Vale lembrar que a maioria das ONGs oferece cursos profissionalizantes. O que pode ser um ótimo mercado para professores, artesãos e outros tantos profissionais. E mesmo que você não tenha qualificação, se você quer trabalhar no terceiro setor é importante prestar atenção nas seguintes dicas:

– converse bem, procure saber quem está trabalhando nessa ONG, como é que está sendo tratado e quais são os resultados desse trabalho.

– converse também com aqueles que são os clientes dessa ONG.

– procure ver aquilo que a ONG tem trazido de conseqüência na comunidade.

– faça uma boa análise dessa instituição antes de você entregar sua alma a ela.

Agora, se você já tem um emprego, aqui vai outra dica valiosa: o trabalho voluntário conta muito no currículo hoje em dia. Então, se você está pensando em trabalhar nisso, além de se ajudar, vai ter a oportunidade de ajudar muita gente.

Fonte: Jornal Hoje – Tv.Globo